A 2ª MÃO DO PLAYOFF DE ACESSO À LIGA PORTUGAL BWIN VOLTOU A TER A iBALL

Maio 2022

Notícia Sausport

A iBall forneceu dados para a SportTV e para as redes sociais da Liga Portugal em tempo real.

A iBall, a mais recente tecnologia no Futebol, que consiste na bola de jogo com chip e mede mais de 300 métricas, foi pela segunda vez utilizada na 2ª mão do playoff de subida à Liga Bwin, na partida entre o Moreirense FC e o GD Chaves.

Depois do sucesso na divulgação dos dados na 1ª mão da eliminatória que decide que equipa disputará a Liga Bwin 22/23, a Sausport, a Kinexon e a Liga Portugal voltaram a unir esforços para disponibilizar aos adeptos dados únicos e em tempo real durante a partida.

O único golo do encontro, marcado por Paulinho do Moreirense ao minuto 25, surgiu de um remate a 14,54 metros da linha de golo, com a iBall a atingir a velocidade de 68,58 km/hora.

Alexsandro do GD Chaves foi o MVP da partida

Alexsandro, defesa central do Desportivos de Chaves, foi eleito pela SportTV o melhor jogador em campo.

O defesa dos flavienses registou uma velocidade máxima durante a partida de 33.72 km/h, registando ainda 35 acelerações. Com os dados fornecidos pela iBall e pelo sistema LPS da Kinexon, uma alternativa ao GPS, foi possível identificar 9 recuperações de bola, 30 passes (o mais rápido a 63.66 km/h) e 17 saltos (o mais alto a 66 cm), por parte do número 4 dos transmontanos.

Alexsandro correu durante o encontro 8277 metros, registando uma velocidade máxima de drible com bola de 25.44 km/hora.

Derik do Moreirense registou o remate mais forte

O remate mais forte da 2ª mão do playoff pertenceu a Derik, do Moreirense, que efetuou um remate à baliza a uma velocidade de 107 km/h — ainda assim, abaixo do remate do seu colega de equipa Sori Mané, que na 1ª mão fez um remate a 121 km/h.

 

Os dados do Moreirense FC

198 passes efetuados, com uma taxa de 64% de sucesso, a uma velocidade média de 36 km/h.

Por setor, os cónegos acertaram 54% dos passes no seu terço defensivo, 66% dos passes no meio-campo e 67% dos passes no terço atacante, onde registaram também uma maior velocidade de passe: 37.73 km/h em média.

 

Os dados do GD Chaves 

151 passes efetuados, com uma taxa de 52% de sucesso, a uma velocidade média de 36 km/h.

Por setor, os flavienses acertaram 51% dos passes no seu terço defensivo, 55% dos passes no meio-campo e 43% dos passes no terço atacante. O setor defensivo foi onde os transmontados realizaram a média de passes com maior velocidade na bola: 34.64 km/h.

A iBall, tecnologia da Kinexon, está disponível em Portugal através da Sausport, que dispõe também de outras tecnologias de análise da performance em jogo e em treino, como o sistema LPS da Kinexon, a única tecnologia de tracking que funciona também em recintos indoor e o GNSS, a evolução dos antigos sistemas de GPS.

SAUSPORT

NEWSLETTER

Subscreva a nossa newsletter.