Tensiomiografia TMG

QUANTIFICAÇÃO DA FUNÇÃO MUSCULAR

Tensiomiografia TMG

Quantificação da função muscular tmg

A Tensiomiografia TMG ​​é um método baseado na evidência que mede com precisão a velocidade de contração, assim como a rigidez muscular. É usada, sobretudo, na performance, reabilitação, medicina desportiva e em investigação.

A Tensiomiografia  TMG é uma tecnologia em rápida evolução não invasiva, prática, rápida, bem como, fiável. Ajuda a medir a evolução de reabilitação ou de treino e, como resultado, disponibiliza uma avaliação objetiva da eficiência de um determinado protocolo de tratamento. Certas propriedades da contração muscular que mede são parâmetros importantes para os profissionais de saúde e do exercício, que procuram, assim, uma avaliação real do estado de um músculo individual.

Os pontos fortes da Tensiomiografia TMG são a simplicidade, a flexibilidade, bem como a compatibilidade com outros métodos e aplicações, dentro ou fora do campo. Os atletas podem ser individualmente avaliados, e como resultado, a reabilitação ou desempenho pode ser guiada com maior precisão. Ao contrário da imagem médica estática, a TMG revela a verdadeira capacidade funcional dos músculos sem custo, tempo ou deslocações excessivas.

As análises são indolores, não exigem esforços do atleta e podem ser feitas mesmo durante as fases agudas da lesão para obter referências essenciais, claras, bem como objetivas.

Os investigadores, assim como os profissionais de reabilitação e medicina desportiva, têm uma necessidade comum de obter informações relevantes e objetivas para que as decisões possam ser tomadas mais rapidamente e de um modo mais eficaz.

A TMG fornece isso de um forma eficiente, rápida e simples. Além disso, as informações sobre a função muscular não podem ser duplicado por qualquer outra modalidade.

Performance

Individualizar planos de treino

  • Fazer o perfil dos atletas
  • Prevenção de lesões
  • Deteção de ligações fracas nas cadeias cinéticas
  • Prontidão de monitorização

A TMG fornece o perfil muscular do atleta, como resultado é possível saber que musculo precisa de ser treinado ou de recuperar. Os treinadores têm a necessidade de aumentar o desempenho e avaliar riscos. A TMG apoia, assim, os profissionais de saúde e do exercício com um conhecimento detalhado e quantitativo sobre os atletas.

Medicina Desportiva

Avaliar objetivamente distúrbios musculares funcionais

  • Decisões de regressar ao jogo (não previsões)
  • Gerir riscos
  • Análise e avaliação
  • Monitorização da reabilitação

Os profissionais de saúde têm a necessidade desafiante de avaliar riscos, reduzindo, assim, lesões sem contacto e assegurar que o regresso ao jogo não resulte numa nova lesão. Dessa forma, a TMG pode ajudar a resolver estes três problemas de uma forma rápida, precisa e objetiva.

Investigação

Suporte para publicações científicas visíveis

  • Diagnóstico de alterações musculares agudas e crónicas
  • Determinação não invasiva da composição muscular
  • Deteção da fadiga muscular local

A TMG é usada por algumas das mais importantes instituições de investigação do mundo, ajudando, assim, a detetar mudanças agudas ou crónicas na capacidade do músculo de se contrair/relaxar. A novidade, a relevância e a credibilidade das informações apresentadas numa publicação específica podem afetar significativamente o seu impacto. A Tensiomiografia foi utilizada em mais de 100 artigos científicos.

PROTOCOLO DE MEDIÇÃO

A TMG é usada para monitorizar o deslocamento da barriga do músculo radial sob condições isométricas. O sensor de deslocamento é posicionado perpendicularmente ao plano tangencial na maior área acima da barriga muscular. O deslocamento da barriga muscular (aumento) durante a contração é observado e monitorizado. A configuração experimental é usada, dessa forma, para medir as respostas de contração isométrica dos bíceps braquiais. O sensor TMG mede o deslocamento radial muscular durante contrações induzidas por estímulos elétricos curtos. Dois elétrodos autoadesivos são colocados à volta do sensor TMG. O ânodo é colocado distalmente e o cátodo proximamente, 20-50 mm do ponto de medição. A estimulação elétrica bipolar consiste num único pulso DC de 1 ms de duração.

Configuração experimental utilizada para a medição da resposta de contração isométrica do bícep braquial, portanto o sensor TMG mede o deslocamento radial muscular durante a contração induzida por curtos estímulos elétricos.

PARÂMETROS DA TMG

  • Tempo de atraso (Td) — tempo entre o impulso elétrico e 10% da contração
  • Tempo de contração (Tc) — tempo entre 10% e 90% da contração
  • Tempo de sustentação (Ts) — tempo entre 50% da contração e 50% do relaxamento
  • Tempo de relaxamento (Tr) — tempo entre 90% e 50% do relaxamento
  • Deslocamento (Dm) — amplitude máxima da contração muscular

SAUSPORT

NEWSLETTER

Subscreva a nossa newsletter.